Waldson de Souza não comparece a audiência com juiz de Bayuex e depoimento é remarcado

O secretário de Planejamento do Estado, Waldson de Souza não compareceu à audiência marcada para essa quinta-feira (14), na comarca de Bayeux, onde seria ouvido sobre as denúncias de que seria o articulador do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), na cidade. Nova audiência foi marcada para próxima segunda-feira (18).

Em depoimento há algumas semanas, o ex-prefeito interino, Mauri Batista, Noquinha (PSL), revelou que Waldson levou nove vereadores para conversar com Ricardo na Granja Santana para pedir apoio político e administrativo e o ex-governador, segundo Noquinha, teria exigido as Secretarias de Saúde e de Educação.

A declaração do ex-prefeito foi feita durante depoimento à justiça de Bayeux, na qual investiga denúncia do ex-vice-prefeito de Bayeux, Luiz Antônio (PSDB), que acusa os vereadores de terem sido comprados por Noquinha. O tucano alega que Noquinha rateou a prefeitura com os parlamentares em troca da cassação dele.

Waldson de Souza é alvo das investigações da Operação Calvário, que denunciou um suposto esquema de desvio de dinheiro da Saúde do Estado, através da Cruz Vermelha, Organização Social que administra o Hospital de Trauma, Metropolitano e de Mamanguape.

Este post tem 2 comentários

  1. Este cidadão e o patrão RC, devem ser responsabilizados pelos seus atos .
    Se julgado e culpados , não tem vela que tire cheiro destes cravos de defuntos. o

  2. Não compareceu. Então, é cadeia. Ricardo Coutinho deverá ser responsabilizado pela roubalheira. Um chefe de estado não deveria permitir esse absurdo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu