Após TRE adiar eleições em Cabedelo, PSL reconsidera decisão e vai participar da disputa no município

O vice-presidente nacional do PSL, deputado federal diplomado, Julian Lemos, disse ao Blog do Anderson Soares, nesta sexta-feira (21), que em virtude da situação político institucional instalada na cidade de Cabedelo e do adiamento do pleito eleitoral para o mês de março de 2019, o PSL reconsiderou a decisão inicial de não participar das eleições municipais.

Para Lemos, a população de Cabedelo expressou o anseio por mudança com a vitória de Jair Bolsonaro na cidade. Entretanto, o deputado não revelou se o partido terá candiatura própria ou vai indicar um nome para compor chapa com outro candidato. Ele afirmou que os detalhes sobre a a participação do partido serão revelados durante entrevista coletiva.

“O PSL e o Presidente Bolsonaro representam hoje a nível nacional o condensado simbólico dos anseios de mudança positiva na maneira de tratar o bem público, prezando pela honestidade, transparência nos atos e o patriotismo. O PSL acredita fervorosamente que o povo trabalhador e sofrido de Cabedelo merece muito mais do que lhe foi ofertado pelas administrações que se sucederam até hoje”, afirmou.

 

Este post tem 2 comentários

  1. Se quiser fazer como Bolsonaro tá querendo fazer no Brasil,trabalho e honestidade, apoie o prefeito Vitor, exemplo de trabalho com honestidade.

  2. O PSL não tem bandido de estimação não ! Em cabedelo se elege homens e mulheres de bem . Nomes como o de Morgana Macena e Bergson Marques elevam o bom debate e trazem a esperança de um novo tempo naquele município . A onda Bolsonaro vai varrer de vez estes corruptos da era Leto Viana e sua quadrilha !

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu