IMG-20180118-WA0471

Nas alegações finais, Luiz Antônio diz que seria absurdo câmara cassá-lo após livrar Berg

O prefeito interino de Bayeux, Luiz Anrônio (PSDB) apresentou nesta segunda-feira (22), as alegações finais da defesa no processo que pede a cassação dele por quebra de decoro, após vazar o áudio do prefeito, supostamente, orientando os auxiliares para “meter o pau” no deputado federal André Amaral (MDB).

Na defesa, Luiz Antônio alega que não deve ser cassado pelos vereadores por uma frase isolada do contexto. Para ele, isso não é motivo para casssr um prefeito, principalmente, depois da câmara livrar Berg Lima de cassação, mesmo com o flagrante do vídeo em que ele recebia propina de um empresário local.

20180123_092021

Após essa etapa, o relator do processo tem o prazo de dez dias para emitir o parecer sobre o pedido de cassação. Em seguida, o relatório da Comissão Processante será submetido ao julgamento dos vereadores que podem arquivar ou cassar o mandato do tucano. No prazo máxio de 15 dias, o caso terá um desfecho final.

Deixe uma resposta