O Sindicato dos Jornalistas da Paraíba emitiu uma nota de solidariedade na noite desta quinta-feira (7), ao jornalista Wellington Farias, pelo episódio que culminou com o pedido de demissão dele dos quadros do Sistema Arapuan de Comunicação.

O sindicato repudia o que classifica de constrangedora e aviltante a conduta praticada contra o profissional por ocasião de sua contratação pela Arapuan. “Desrespeitar acordos e quebrar palavra é mais do que uma conduta moralmente reprovável”, diz a nota.

Nota de solidariedade

O Sindicato dos Jornalistas da Paraíba vem a público manifestar sua solidariedade ao companheiro Wellington Farias por causa da constrangedora e aviltante conduta praticada contra o profissional por ocasião de sua contratação pelo Sistema Arapuan de Comunicação.

Desrespeitar acordos e quebrar palavra é mais do que uma conduta moralmente reprovável, é uma traição aos princípios basilares das relações humanas e, neste caso, também uma leviandade trabalhista que merece nossa mais contundente expressão de repúdio e reprovação.

Associamo-nos à sua indignação, Wellington, assim como esperamos que episódios dessa minúscula estatura moral não se repitam com outros companheiros da imprensa paraibana.