A ausência do secretário de Comunicação do Estado, Luís Tôrres, na festa de aniversário do governador Ricardo Coutinho (PSB), no sábado (18), chamou a atenção dos aliados sobre o nível de distanciamento do jornalista com o governador Ricardo Coutinho (PSB) e, mais precisamente, João Azevedo, pré-candidato ao Governo do Estado. O Blog revelou o grau de estremecimento na relação entre Tôrres e Azevedo, que culminou com a demissão de Anderson Soares dos quadros do Sistema Arapuan.

No entanto, a crise resvalou na relação com o governador. Luís não tem mais o prestígio de outrora no núcleo governista  e não está nos planos do pré-candidato socialista a quem trata o jornista de moleque. De acordo com informações reveladas ao blog, Luís Tôrres alegou motivos pessoais para se ausentar do aniversário do ex-amigo. Informações de pessoas do núcleo do governo dão conta que o objetivo de Luís com a fritura mais uma vez a candidatura de João, era de se credenciar como a opção do PSB  para a disputa. Versão paraibana do seriado americano “House off Card”.

Leia mais: Intriga de secretário com João Azevedo preocupa Jardim Girassol

Enquanto Azevedo e Ricardo esbanjavam sintonia na festa, cumprimentando lado a lado e um a um, os presentes no evento, Tôrres experimenta o isolamento cada vez mais latente da cúpula girassol. Há, inclusive, comentários nos bastidores, de que pode perder o posto para Nonato Bandeira. A tática usada para afastar Estela e Gervásio Maia dos planos de Ricardo, desta vez não tem funcionado com João. É como diz o velho ditado: “Quem planta vento, colhe tempestade”.