No comando da Capital, cidade que responde por cerca de um terço da economia da Paraíba, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, disse nesta sexta-feira (17), durante visita ao Grupo industrial e comercial Guaraves, em Guarabira, que o desenvolvimento do Estado exige uma atuação mais afirmativa, principalmente reduzindo a carga tributária sobre as atividades produtivas e fazendo a promoção econômica.

“O futuro da Paraíba não vai ser imposto, vai ser construído com diálogo, trabalho e oportunidades. Recentemente, vimos grandes obras estruturantes aportando em outros Estados. É preciso união e trabalho conjunto para o Estado avançar com mais resultados que cheguem na vida das pessoas”, disse.

Luciano Cartaxo esteve em Guarabira, a “Rainha do Brejo”, a convite do empresário Ivanildo Coutinho, presidente do Grupo Guaraves, um dos maiores do Nordeste, que emprega 2,2 mil pessoas e está completando 40 anos de fundação. Acompanhado do vereador Tiago Lucena, de João Pessoa, Cartaxo visitou a empresa e almoçou com Ivanildo Coutinho e com o prefeito do município, Zenóbio Toscano (PSDB).

O grupo atua no setor de alimentos, sobretudo com avicultura, ração animal (para frango e camarão) e comércio. Mantém unidades industriais e de comercialização na Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí. Apenas na avicultura, produz atualmente cerca de 200 toneladas de frango por dia, o equivalente a 100 mil aves abatidas diariamente.

Há cinco anos, além de um empreendimento imobiliário, o grupo investiu na construção e abertura do Shopping Cidade Luz, um centro comercial em Guarabira com mais de 150 lojas e cuja operação deu nova dinâmica ao comércio da região do Brejo paraibano.

“O grupo Guaraves é um exemplo da capacidade empreendedora do povo paraibano, que precisa receber os estímulos corretos para fazer avançar a economia do nosso Estado. Aumentar impostos vai na contramão do que deve ser feito”, ressaltou Luciano Cartaxo. Na avaliação dele, é fundamental agora olhar para frente e desenvolver um programa arrojado de promoção econômica.

“Estamos conseguindo animar a economia de João Pessoa com um volume recorde de investimento no microcrédito, com mais de R$ 42 milhões, e no fortalecimento das micro e pequenas empresas. Também concedemos novos incentivos fiscais para o setor de serviços e nas áreas de tecnologia e inovação. Tudo isso sem elevar os impostos”, defendeu.

IMG-20171117-WA0436 IMG-20171117-WA0439 IMG-20171117-WA0437