O líder do governo na Assembleia Legislativa, Gervásio Bezerra (PSB), rebateu de imediato as provocações do vice-prefeito de João Pessoa, que declarou ao Blog do Anderson Soares, que o governador Ricardo Coutinho (PSB) precisaria de um guindaste para levantar a candidatura de João Azevedo. Para o socialista, Manoel Júnior está preocupado porque está percebendo o sonho de ser prefeito de João Pessoa, cada vez mais distante.

” O que hoje é fato, e que nós estamos acompanhando, é a evidente e indisfarçável preocupação do vice prefeito Manoel Júnior sobre a decisão do senador Maranhão de colocar o seu nome à disposição do partido como pré-candidato ao governo, o que fere de morte o desejo, e pretensão de Manoel Júnior de chegar a ser prefeito com a renúncia de Cartaxo. Ou seja, enquanto Maranhão à cada dia toma gosto, e trabalha pelo fortalecimento de sua pretensão, Manoel vê seu sonho descendo ladeira abaixo”, afirmou.

Hervázio pontou ainda, que além desse problema, o vice-prefeito tem que lidar com o crescimento da aprovação do conceito governador Ricardo Coutinho, junto aos paraibanos, o que reflete, diretamente, no crescimento da candidatura de João Azevedo. Para o deputado, esse é mais uma obstáculo nas pretensões de Manoel Júnior em governar a capital paraibana.

” A aprovação do governo Ricardo Coutinho que a cada dia aumenta e se consolida no conceito dos Paraibanos, o que reflete positivamente e decisivamente no crescimento e fortalecimento da pré candidatura de João Azevedo ao palácio da redenção, é outro problema para o vice-prefeito. O crescimento de João, significa um tormento para cartaxo e um desalento para Manoel. Ou seja, são dois problemas terríveis na vida do vice prefeito, e que interferem decisivamente na concretização de seu grande sonho de governar João Pessoa”, ealfinerou.