O verdadeiro motivo da desistência do ex-vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo, em se filiar ao PPS, teria sido a ida de Vítor Campos, filho do deputado Jeová Campos para o partido. Adversários ferrenhos em Cajazeiras, Júnior Araújo é apoiado pelos ex-prefeitos Carlos Antônio e Denise, oposicionistas a Jeová.

O ex-Prefeito se surpreendeu ao ver o nome do herdeiro político do deputado socialista na lista do PPS e deu marcha a ré da filiação. Segundo informações reveladas ao Blog do Anderson Soares, a decisão de Júnior teria causado conflito entre as legendas, coligadas na campanha de 2016 em João Pessoa.

Em contato com blog, membros do Avante afirmam que o PPS não tem do que reclamar, pois conta, hoje, com um vereador na capital, graças ao Avante, que abriu mão de uma vaga na câmara para se coligar ao PPS, que elegeu Bruno Farias. “Se não fosse pela coligação, Bruno não seria eleito”, disse a fonte.