O Diretório do PSB de São Bento emitiu nota à imprensa, nesta segunda-feira (25), para cobrar ações concretas da Prefeitura do Município no tocante ao combate ao colapso da seca.

O partido ceitica ainda o número de cargos comissionados contratados pela prefeitura, que segundo o PSB, é maior que no governo dos socialistas na cidade.

Nota

O diretório municipal da cidade de São Bento, no sertão da Paraíba vem por meio desta nota exigir da prefeitura municipal, na pessoa do gestor Jarques Lúcio ações concretas no combate ao colapso da seca instalado em nossa terra. Nós fazemos parte da décima segunda cidade mais populosa do estado, e quarta maior do sertão, e não se tem notícia de que nenhum outro município esteja sofrendo tanto quanto o nosso e não pela primeira vez no ano, e também já há algumas semanas, emendando os meses de agosto e setembro.
Por exemplo, nesse dia 25 de setembro escolas estaduais e municipais da cidade continuam liberando alunos com apenas metade de um turno, ou seja, na hora do recreio, porque não tem água. As escolas municipais nesse ano já passaram em alguns dias semanas sem ter aula por falta d’água, PSFs da mesma maneira sem atendimento algum, porque é impossível fazer o trabalho. SÃO BENTO PAROU!!!
Sabemos que muita da responsabilidade precisa ser dividida por outros órgãos, estaduais e federais, mas o município é quem está mais perto do povo, sabe das necessidades, ou pelo menos achamos que sabe, e prefeito nem publicamente tem aparecido para se pronunciar. Na semana que passou, ele esteve na secretaria de recursos hídricos do estado ao lado do companheiro João Azevedo que prometeu perfurar poços no início de outubro, a Cagepa vem trabalhando, tentando manter o abastecimento, mas e daqui pra lá prefeito? O povo morre de sede até outubro, São Bento para?
Não se tem notícia de preocupação da prefeitura com os mais pobres, alguém tem imagens de distribuição d’água nas comunidades que mais precisam? Perguntem a quem mora nas comunidades do São Bentinho, Colinas do Sul, Cosmo… Fazemos o desafio.
Elegemos um prefeito pra estar em São Bento, passar sede junto do seu povo, sofrer conosco, e buscar a solução, afinal é crise, mas dinheiro não tem faltado, a prova é a quantidade de contratados na atual gestão, numero bem maior do que no governo do PSB.
Quem esteve em São Bento no início do mês e viu o evento feito pela prefeitura pensa que aqui está tudo as mil maravilhas, mas a Paraíba precisa saber que passamos sede, que a cidade está parada e temos certeza que pra produto têxtil umas das principais matérias primas é a água, e aqui não tem. Se o prefeito Jarques quer incentivar todo crescimento de São Bento, comece pelo básico, consiga ÁGUA pra sobrevivermos, e venha morar em São Bento.
O PSB não vai ficar omisso e já mandou ofício para autoridades estaduais e federais para que desempenhem algo para nossa terra e nos próximos dias deveremos ter ações concretas. Oposição com responsabilidade é assim, vamos procurar o poder judiciário para que a Cagepa deixe de cobrar contas d’água de onde não entrega o serviço, e isso será feito junto com o Ministério Público.
Nossa bancada de vereadores e aliados vai também usar o poder político em busca do combate a esse colapso sem igual, que não é a primeira vez no ano e a prefeitura nem ninguém resolve.
Exigimos que o prefeito esteja em São Bento, e acabe com a inércia sobre o tema.
Atenciosamente:
Partido Socialista Brasileiro – diretório municipal