O governador Ricardo Coutinho (PSB) de reuniu com a diretoria da Associaçãodos Professores de Licenciatura Plena da Paraíba (APLP) para debater sobre gestão pactuada da educação do estado e recebeu o apoio da categoria. Ricardo voltou a declarar que a decisão vai regularizar a situação precária dos prestadores de serviço, que passarã a ter os direitos trabalhistas assegurados.

Ricardo Coutinho voltou a centrar críticas no prefeito Luciano Cartaxo (PSD). Segundo o socialista, enquanto ele diminiu o número de prestadores de serviço no estado, Cartaxo aumenta as contratações sem sequer abrir escolas e hospitais em João Pessoa. O socialista ressaltou que foi o governador que mais abriu salas de aula e anunciou que vai realizar concurso público, mas só revelará depoos os detalhes do certame.

“Sou o governador que mais abriu salas de aula e  que mais contratou professores concursados. Hoje, a pedido da APLP, me comprometi em fazer um novo concurso público para professores e vou fazer, o que desmoraliza o discurso da oposição que duzia que eu ia privatizar a educação. Estou caminhando na contramão, enquanto o prefeito da capital aumentou de 7 mil para 17 mil prestadores de serviço, sem abrir escolas e hospitais. Em quatro anos ele faz uma gestão deprimida, sem sequer concluir a ponte da Beira-Rio”, alfinetou.