A Câmara Municipal de Bayeux aceitou, na tarde desta segunda-feira (17), o pedido de cassação do prefeito afastado, Berg Lima (Podemos), apresentado pelo vereador Adriano Martins (PMDB), na última sexta-feira (14).

Por unanimidade, os 16 vereadores votaram pelo prosseguimento do pedido de cassação. Na mesma sessão, foi formada a Comissão Processante, composta por três vereadores, para investigar as denúncias contra o prefeito afastado.

Foram indicados os  Netinho Figueiredo, Lico e Rony Alencar. Eles terão o prazo máximo de 90 dias para dar o parecer sobre as investigações. Caso o parecer seja favorável, o plenário decidirá o futuro do gestor.

Leia mais: Prefeito Berg Lima é preso em flagrante por extorsão a empresário

A população compareceu em grande número à câmara para pedir aos parlamentares que votassem pela cassação do prefeito. Em menor quantidade, um grupo ligado a Berg Lima pedia o arquivamento da denúncia.