Após ficar conhecido por aparecer em fotos, literalmente, carregando políticos em seu ombro, Ednaldo Nascimento, o careca, mais conhecido como “carregador oficial” de políticos, desabafou em uma rádio, nesta segunda-feira (10), ao relatar a decepção com o prefeito afastado Berg Lima (Podemos).

Ele disse que era eleitor do jovem prefeito, a quem chegou a comparar a Moisés, um enviado por Deus para salvar o povo de Bayeux, mas acabou frustrado. Careca relatou que foi humilhado por Berg, assim que ele conquistou a cadeira de prefeito.

E agora, para se vingar, nesse fim de semana, ‘o carregador’ fez uma visita de cortesia a Berg Lima, que se encontra preso no Quartel da Polícia Militar no Valentina Figueiredo, em João Pessoa e fez questão de levar cocadas de coco para o prefeito, para que ele tivesse um dia doce atrás das grades.

Na entrevista, Careca, que é também micro empresário da Construção Civil, disse que chegou a pedir a Berg para ser incluído entre os contratados para fazer serviços de pavimentação em Bayeux, mas foi humilhado.

“Ele me disse não e que eu desse graças a Deus por ele não ter me tirado o salário mínimo”, relatou, referindo-se a um presumível salário que receberia da Prefeitura de Bayeux como prestador de serviço.

Careca conta que reagiu e dirigiu um palavrão ao prefeito. Foi expulso do gabinete e proibido de botar os pés na Prefeitura para conversar com o homem a quem chamava de ‘Moisés’ nos comícios e passeatas da campanha de 2016.

“Eu me ajoelhava junto com ele e dizia que ele era como Moisés, enviado por Deus para salvar o povo de Bayeux”, lamentou.

PB Agora