O vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB) afirmou nesta sexta-feira (30), que o PSDB é a favor da abertura do processo enviado ao Congresso Nacional, que pede a investigação do presidente Michel Temer no Supremo Tribunal Federal (STF). ” É claro que somos a favor das investigações. Quem vai ser contra. Temos que investigar”, expressou.

Cássio ponderou, no entanto, sobre o tratamento dado à delação do empresário Joesley Batista como sendo uma verdade absoluta. Ele disse que o delator está em busca de benefício e criticou a postura da justiça por conceder o benefício da impunidade ao empresário. Para Cássio, essa não é a melhor pedagogia a ser aplicada.

“A opinião majoritária dos juristas é de que houve exagero no benefício concedido para Joesley Batista. Ele recebeu, depois de ter confessado crimes graves, uma anistia. Rcebeu o perdão completo, tendo como prêmio o fato de ter gravado, clandestinamente, o presidente e um senador. Em troca, recebeu o perdão de todos os crimes. Isso precisa ser refletido para não passar a ideia de que o crime compensa. Não sei se é uma boa pedagogia ou um bom exemplo para o Brasil”, argumentou.