O líder do prefeito na Câmara Municipal de João Pessoa, Helton Renê (PCdoB), ironizou as denúncias apresentadas, nessa quarta-feira (28), pela bancada de oposição na qual a esposa do secretário de Infraestrutura, Cássio Andrade, supostamente, seria quem efetuava os pagamentos das medições da Caixa Econômica referentes à obra da Lagoa.

Helton criticou a tentativa de criar fatos novos, baseados em ilações que geraram frustração da imprensa. Ele destacou que a própria Caixa Econômica desqualificou as denúncias ao afirmar, em nota, que o pagamento não era feito de forma individual, mas através de uma equipe multidisciplinar.

 “A Caixa disse em nota que a liberação de pagamento é feito por uma equipe multidisciplinar, de forma coletiva. Nada é feito apenas por duas mãos, como sugeriu a oposição. Não há qualquer tipo de evidência, que aposição se esforçou em apontar, de que os pagamentos eram feitos de forma individual. Na realidade causou decepção para imprensa que aguardava informações valiosíssimas e na realidade a gente viu a montanha parir o rato”, argumentou.

O líder do prefeito ressaltou, também, a postura do secretário Cássio Andrade ao procurar, espontaneamente, a Polícia Federal para pedir quebra seu sigilo fiscal e da esposa. Ele provocou os opositores ao afirmar que eles ainda não engoliram a vitória de Luciano Cartaxo em João Pessoa.

“A atitude do secretário demonstra lisura e transparência, o que coloca em xeque as ilações da oposição. Eles não engoliram a vitória de Cartaxo no ano passado e ainda tem que descer por goela a baixo a evolução do prefeito em toda Paraíba. Luciano fez o que ninguém conseguiu fazer na capital na habitação, educação, lazer, como a Lagoa e outras áreas. A corda que eles esticaram está servindo para enforcá-los “, declarou.