O líder da oposição na Câmara, Bruno Farias (PPS) devolveu, com ironia, as provocações do líder do prefeito, Helton Renê (PCdoB), sobre novos fatos em relação às investigações da Lagoa. Em tom de ironia, Helton disse que a montanha tinha parido um rato, se referindo a ausência de novidade nas revelações da oposição.

“Tenho que concordar com o Líder do Prefeito Cartaxo: a montanha de lixo da Lagoa pariu um rato, ou melhor, uma ratazana, ou duas ratazanas, ou, quem sabe, duzentas mil tolenadas de ratazanas”, rebateu.

Bruno afirmou ainda, que  a nota da Caixa Econômica Federal confirma as denúncias da oposição, já que ratifica a participação da esposa do secretário Cássio Andrade na liberação de recursos para pagamento das medições a Lagoa, fato que era negado pelo secretário.

Em relação à ida do Secretário Cássio Andrade à Polícia Federal para deixar à disposição das autoridades os seus sigilos bancário e fiscal, Bruno disse que, apesar de ser o responsável técnico pela obra e ter parentes em postos-chaves da Prefeitura, Cássio Andrade foi um cumpridor de ordens do Prefeito Cartaxo.

“Dinheiro de superfaturamento, de propina e de corrupção não deixa recibo, nem transita pelas contas bancárias. Agora, de uma coisa eu tenho certeza: mais do que nunca, João Pessoa pode ficar tranquila, pois a Polícia Federal está muito próxima de revelar quem robou o dinheiro do povo”, finalizou.