A vereadora Sandra Marrocos (PSB), reagiu com ironia ao pedido de Eliza Virgínia (PSDB) sobresua saída da Presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de João Pessoa, após nota do Frei Anastácio criticando a omissão de Marrocos, em relação à superlotação do Lar do Garoto, mesmo após entrega de relatório, na época em que era presidente da Fundac.

Lar do Garoto: Após denúncias, Eliza pede saída de Sandra de comissão na CMJP

Em contato com o Blog do Anderson Soares, Sandra negou qualquer tipo de negligência e ressaltou que o problema de superlotação nas unidades é nacional.  A socialista destacou que foi em sua gestão na Fundac, onde 17 adolescentes foram aprovados na UFPB.  Em relação às críticas de Eliza, Marrocos disse que a tucana é insignificante .

“Vereadora, vá procurar o que fazer. Você é insignificante pra mim. Se acompahasse o trabalho da comissão saberia que desde maio apresentamos calendário de visitas às unidades socioeducativas. Não sou apenas dos Direitos Humanos. Sou uma construtora dos Direitos Humanos. Quando estava na Fundac, 17adolescentes foram aprovados para UFPB. O problema de superlotação é nacional e reponsi sim o relatório do Frei. Agora, o presidente da Fundac é outro”, rebateu.