O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior  (PMDB), ironizou nesta quarta-feira (31), a tese levantada pelo deputado Adriano Galdino (PSB), que defende o governador Ricardo Coutinho (PSB) como super secretário de um futuro governo que ele ajudar a eleger.

“Cada partido tem sua estratégia, mas até onde eu sei, o regime parlamentarista ainda não foi implantado no Brasil, onde o primeiro-ministro comanda. Ainda temos um regime presidencialista, quem governa é o prefeito, governador ou presidente. Para essa tese, é preciso mudar a constituição primeiro”, afirmou.