O deputado Renato Gadelha (PSC) assinou o pedido de criação da CPI dos Codificados e cobrou da bancada de situação que fizesse o mesmo. Gadelha desafiou os deputados ligados ao Governo a permitir a instalação da Comissão. Para o deputado, a CPI é o lugar adequado para que se comprove o que diz a base do Governo.

“Eles garantem que está tudo regular com os Codificados. Se está mesmo, assinem a CPI e permitam a sua instalação. Vão mostrar a toda a Paraíba que não há irregularidade nos pagamentos que, em alguns casos, ultrapassam 20 mil reais por mês”, argumentou Renato. O deputado chama atenção para a precarização desses servidores. “Mesmo aqueles que dão expediente regularmente, não têm qualquer direito trabalhista. É muito grave a situação”.

Renato questiona também as diversas denúncias feitas por Codificados após a publicação de uma lista com nome e remuneração de cada um dos mais de 8 mil contratados neste regime. “Temos casos em todas as regiões do estado de pessoas que figuram na lista com uma remuneração bem maior do que efetivamente recebem. Essas pessoas precisam ser ouvidas e o Governo precisa explicar o que está havendo. Só a CPI é capaz de esclarecer, de fato, essa situação”, afirmou Gadelha.

O deputado Renato Gadelha afirmou a população paraibana espera que a verdade seja evidenciada e que o problema dos Codificados seja finalmente resolvido. “São milhões pagos a essas pessoas sem que se tenha um critério ou mesmo sem que saibamos quem efetivamente trabalha. Não ficaremos satisfeitos até trazer a verdade dos fatos à tona”, finalizou Gadelha.

O deputado Renato Gadelha (PSC) assinou o pedido de criação da CPI dos Codificados e cobrou da bancada de situação que fizesse o mesmo. Gadelha desafiou os deputados ligados ao Governo a permitir a instalação da Comissão. Para o deputado, a CPI é o lugar adequado para que se comprove o que diz a base do Governo.

“Eles garantem que está tudo regular com os Codificados. Se está mesmo, assinem a CPI e permitam a sua instalação. Vão mostrar a toda a Paraíba que não há irregularidade nos pagamentos que, em alguns casos, ultrapassam 20 mil reais por mês”, argumentou Renato. O deputado chama atenção para a precarização desses servidores. “Mesmo aqueles que dão expediente regularmente, não têm qualquer direito trabalhista. É muito grave a situação”.

Renato questiona também as diversas denúncias feitas por Codificados após a publicação de uma lista com nome e remuneração de cada um dos mais de 8 mil contratados neste regime. “Temos casos em todas as regiões do estado de pessoas que figuram na lista com uma remuneração bem maior do que efetivamente recebem. Essas pessoas precisam ser ouvidas e o Governo precisa explicar o que está havendo. Só a CPI é capaz de esclarecer, de fato, essa situação”, afirmou Gadelha.

O deputado Renato Gadelha afirmou a população paraibana espera que a verdade seja evidenciada e que o problema dos Codificados seja finalmente resolvido. “São milhões pagos a essas pessoas sem que se tenha um critério ou mesmo sem que saibamos quem efetivamente trabalha. Não ficaremos satisfeitos até trazer a verdade dos fatos à tona”, finalizou Gadelha.