O conselheiro Marcos Antonio da Costa, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), recebeu no final da tarde desta quinta-feira, 18, o prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande, em seu gabinete. Na pauta, o Maior São João do Mundo e seu novo modelo de gestão. Inicialmente, Marcos Costa fez questão de pedir desculpas ao prefeito por conta dos involuntários embaraços causados à administração municipal de Campina por causa de uma matéria equivocada, informando que o TCE teria decidido suspender a licitação do evento, o que efetivamente nunca ocorrera.

De acordo com o conselheiro, relator das contas da prefeitura campinense, uma interpretação equivocada, por parte de um site, de um documento do órgão, recomendando à Município um acompanhamento fiscalizatório criterioso em relação a vários aspectos da organização da festa, terminou por gerar uma informação improcedente. Marcos da Costa também fez questão de registrar a forma elegante, respeitosa, serena e diplomática com que a nota oficial emitida pela Prefeitura tratou do assunto.

No inicio da tarde, o site responsável pela divulgação da notícia, emitiu nota assumindo o erro na divulgação da informação e evidenciando o caráter meramente de instrução do TCE à Prefeitura de Campina Grande no tocante à fiscalização e transparência de todo o processo gerencial do evento.

De sua parte, Romero Rodrigues – que esteve acompanhado dos secretários Paulo Roberto Diniz (Administração), Luiz Alberto (Desenvolvimento Econômico) e André Agra (Planejamento e Gestão) -, deixou claro seu respeito ao trabalho do conselheiro e relator das contas e reafirmou a disposição de prestar todos os esclarecimentos a respeito do novo modelo de gestão do Maior São João do Mundo. Apresentou documentos solicitados por Marcos Costa e a equipe de auditores, como também ressaltou o caráter da economicidade na aplicação dos recursos públicos e na eficiência do novo modelo adotado por Campina em relação ao Maior São João do Mundo.