O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, cortou os telefones institucionais de todos os seus auxiliar de primeiro, segundo e terceiro escalões para garantir a folha de pagamento dos servidores.

Durante entrevista à imprensa de Cajazeiras, Zé Aldemir disse que assimiu o compromisso de pagar os servidores em dia e fará de tudo para cumprir a palavra. Ele disse que os recursos só dão para manter os serviços essenciais da cidade.

“O recurso que entra aqui no município não dá para fazer quase nada. Não sobra nada para obras. Só tem dinheiro para a folha de pagamento, limpeza urbana e saúde. Por isso fiz diversos cortes, como o uso dos telefones da gestão pública pelos auxiliares, inclusive o meu, cortei também. Se eu uso o telefone pessoal, porque os secretários não podem usar o deles?”, indagou o prefeito.