De férias em João Pessoa, o senador paraibano Lindberg Farias, eleito pelo PT do Rio de Janeiro, defendeu na noite desta terça-feira (10), durante entrevista ao programa 60 Minutos, da Rede Arapuan de Rádios, eleições diretas para presidente da República ainda este ano e lançou o nome de Lula como candidato do partido.

“Eu acho que 2017 é um ano muito difícil e acho o temer um presidente fraco. Com ele na Presidência, não vamos ter recuperação do crescimento econômico. Ele não tem a força que Lula teve em 2008. Estamos defendendo como saída para crise, eleições diretas. Vamos antecipar a candidatura do Lula porque a gente acha que a crise será tão grande em 2017, que talvez tenhamos eleições esse ano. Não vamos esperar 2018”, defendeu.

Lindberg disse que a direita está destruindo em tão pouco tempo, as conquistas que Lula efetuou no Nordeste. Ele ressaltou que os adversários têm medo de enfrentar Lula numa eventual disputa e destacou que o petista foi o presidente da República que mais trabalhou pelo avanço da Região Nordeste do Brasil.

 “O crescimento do nordeste no governo Lula foi de 4,5 do PIB. Estão perseguindo Lula porque não querem que ele seja canindidato porque tem medo dele. Aí tá o motivo de toda perseguição. Ninguém pode tirar isso Lula. Ele foi o presidente que mais fez pelo nordeste e pelo povo mais pobre”, concluiu.