O prefeito de Santa Rita, Emerson Panta (PSDB), reagiu com indignação sobre as informações do ex-prefeito do município, Netinho (PR), de que deixou dinheiro para pagamento dos servidores. Em contato com o blog do Anderson Soares, neste sábado (7), Panta disse que, realmente, os recursos estão em  caixa,  mas o dinheiro não pode ser usado para  efetuar o  pagamento do funcionalismo, haja vista, que o ex-gestor não direcionou a verba para essa finalidade.

“Esses recursos são do FPM, da repatriação e do Fundeb. Entraram no final do mês. O problema é que além de deixar uma dívida de R$ 42 milhões só de salários atrasados, o ex-prefeito não incluiu esses R$ 4 milhões  nos restos a pagar. Por isso, não podemos  usar essa verba para pagar parte do servidores. Ainda vamos decidir o que vamos fazer com esses recursos”,  esclareceu.

Mais grave que isso, segundo o tucano, foi o decreto assinado, por Netinho, no final de sua gestão. No último dia do mandato,  31 de dezembro, o ex-prefeito cancelou todas as dívidas do município. Com isso, não reconhece que Santa Rita tenha débitos a pagar. Para Emerson Panta, a atitude revela a tentativa de inviabilizar a nova gestão e a forma irresponsável de governar da administração anterior.

“Netinho baixou um decreto no dia 31 de dezembro, cancelando todas as dívidas do município. Com isso, ele não reconhece que Santa Rita tenha dívidas. Não reconhece dívida com nenhum fornecedor. É como se ele tivesse entregando a cidade sem nenhum débito. Se ele diz que não tem dívidas e eu as reconheço e pago com os recursos do orçamento de 2017, quem responderá pelas irregularidades sou eu. É algo absurdo, irresponsável e criminoso”, explicou.