Uma viagem pela música com composições que foram do erudito de Johann Strauss ao popular ‘Carinhoso’, de Pixinguinha, que levou a platéia a entrar na mesma sintonia da orquestra. Assim foi a abertura do 4º Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa, neste domingo (27), no adro da Igreja de São Francisco.
A estimativa da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) é de que pelo menos 4 mil pessoas prestigiaram o evento, promovido pela Prefeitura da Capital com o patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Ministério da Cultura. A primeira noite do Festival foi conduzida pela Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP), sob a regência do maestro Laércio Diniz, e o solista da noite, o violonista gaúcho Yamandu Costa.
O músico, considerado um dos maiores violonistas do mundo, que se apresentou com orquestras de destaque como a Sinfônica Brasileira e Orquestra de Paris, fez uma apresentação suave e elogiou a Capital paraibana e a educação do público pessoense.
“Já toquei em muitos festivais e eventos internacionais e nunca vi um público tão educado. Me sinto muito a vontade de voltar a João Pessoa”, acrescentou Yamandu Costa.
O violonista também revelou a satisfação em dividir o palco com a OSMJP e ter a responsabilidade de abrir o Festival Internacional.
“Estou sendo coroado em poder tocar com a participação dessa orquestra. Fiquei muito feliz com o convite e também em tocar nesse lugar espetacular que tem a história do Brasil representada nessas paredes. É sempre muito bom voltar a essa cidade e mostrar minha música”, declarou.
O diretor-executivo da Funjope, Maurício Burity, lembrou que o evento já está consolidado no calendário cultural da Capital e tem colocado a cidade como destaque no cenário dos festivais internacionais.
“Esse evento divulga a nossa cidade não só para o turismo mas também para a cultura, até porque João Pessoa é um celeiro de grandes músicos e esse festival demonstra para o Brasil e para o mundo que temos músicos de qualidade. Além disso, é muito importante essa troca de experiência que nós temos com os artistas estrangeiros”, acrescentou Maurício Burity.

Tema – Este ano, o Festival Internacional tem como tema o Jazz clássico. Segundo um dos diretores artísticos do evento, Alberto Johnson, a gama de artistas convidados vai levar o público a conhecer melhor as variedades desse estilo. “A gente sempre toma esse cuidado na qualidade da escolha dos músicos. E todos os que vão participar são maravilhosos e com nível altíssimo. O jazz tem uma variedade e vamos levar isso em cada concerto, o que vai tornar essa edição ainda mais especial”, disse.

Programação – As apresentações dos artistas que participam da 4ª edição do Festival Internacional de Música Clássica continuam nesta segunda-feira (28).

10h – Masterclass de Violino com Júlia Hartig (Sérvia) e Masterclass de viola com Dana Zemtsov (México). Local: Hotel Globo, no Varadouro
14h30: Orquestra da Ação Social Pela Música de João Pessoa. Local: Igreja de São Bento, no Centro
16h: Camerata da Ação Social Pela Música do Rio de Janeiro. Local: Igreja Batista, no Centro.
18h: Apresentação de violino com Isabellla Piccioni (Itália) e Pamela Kubik (Argentina), viola com Juan Lucas Aisemberg (Itália) e apresentação de violoncelo com Anastasia Feruleva (Rússia). Local: Igreja do Carmo, no Centro
20h: Apresentação de violino com Rosane Phillipens (Holanda), violoncelo com Mick Stirling (Inglaterra), piano com Mirsa Adami (Albânia) e Saxofone com Femke Ijlstra (Holanda). Local: Igreja de São Francisco.
Secom-JP