O presidente estadual do PT, Charliton Machado, revelou ao blog do Anderson Soares, neste domingo (27), que não mais disputará a reeleição para Presidência do PT. Ele disse que vai trabalhar pela renovação do partido.

“Não vou disputar a Presidência do partido. Essa será uma tarefa minha de construir, com outros companheiros, a renovação do PT. Estarei como magistrado desse processo”, afirmou.

Charliton lamentou a postura de Anísio Maia e outros companheiros do partido, que se reuniram para decidir que não participarão do Processo de Eleição Direta (PED) do partido, alegando que o processo não conscientiza os petistas.

“Algumas correntes internas do PT refutam a manutenção do Processo de Eleição Direta que ocorerá em março, mas lamento a decisão dos companheiros de não quererem participar da mudança partidária. Respeito, porque é uma decisão política de algumas correntes que são muito importantes para construção do PT”, mas lamento muito”, concluiu.

Na sexta (25), algumas tendência da legenda se reuniram, em João Pessoa, para defender mudanças profundas na legenda. Eles vão formalizar propostas que serão levadas à Brasília nos próximos dias 2 e 3 de dezembro em encontro nacional da sigla.

Dentre as propostas estão o fim do PED e o retorno da votação pelo Congresso do partido. Além disso, dedendem a mudança da Direção Nacional do PT, que segundo eles, é a principal responsável pelo atual momento porque passa a legenda.