A ideia de criação do Tribunal de Contas dos Municípios tem sido muito tentadora para alguns deputados estaduais. Volta e meia, o assunto volta à tona. Já tentaram ressuscitar o tema por diversas vezes, mas todas frustradas. Agora, estão articulando, novamente, o plano.

De acordo com informações, exclusivas, repassadas ao blog do Anderson Soares, o deputado Tião Gomes (PSL) seria o protagonista . Ele se articula para assumir a Presidência da Comissão de recessso da Assembleia Legislativa que deve ser instalada ainda em dezembro.

Em janeiro, após a posse dos deputados Zé Aldemir (PP) na Prefeitura de Cajazeiras e Dinaldinho (PSDB), em Patos, Tião convocaria sessão extraordinária para criação do TCM. A base do governo ganharia mais dois aliados, os deputados Julys Roberto e Antônio Mineral (PSDB).

Com isso, o governo passará a ter 23 deputados na base, votos mais suficiente do que os 19 necessários para a criação do tribunal. De acordo com informações, o plano conta com a simpatia do deputado  oposicionista Janduhy Carneiro (PTN), que seria contemplado com uma vaga. Em troca, o comando da legenda passaria para as mãos do governo.

Outros dois que já teria assentos garantidos seriam o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro e a secretária de Administração, Livânia Farias. O TCM será composto por cinco vagas. Três indicações  do governador e duas da Assembleia Legislativo. Na AL, um vaga é da situação e  a outra da oposição. Se a estratégia vai prosperar não se sabe, mas o plano já está em curso.