O governador Ricardo Coutinho (PSB) revelou nesta quinta-feira (24), que se reúne amanhã (25) com os governadores do Nordeste para avaliar os cortes propostos pelo Governo Federal como contrapartida para o recebimento dos juros dos recursos da repatriação.

Ricardo disse que os estados têm que preservar a autonomia e que as decisões não podem ser tomadas de fima para baixo. Ele afirmou que a Paraíba já vem cortando gastos desde 2011, mas que o estado vai continuar contendo despesas e enfrentar o problema da previdência estadual.

“Não adianta aumentar a alíquota da previdência do jeito que o Governo Federal quer, tem que ter um cálculo prévio. Tem estado que está acima de 14%.Nós da Paraíba, mais do que ninguém, sabemos economizar, tanto é que o estado consegue caminhar diferente da maioria dos estados. Começamos uma negociação que deve ser com o presidente. Não é uma negociação técnica, é una negociação polítca.O estado e os governadores querem convergir com o país, mas que essas medidas respeitem as particularidades do estado”, disse.