Está marcada para esta terça-feira (8), audiência pública na Assembleia Legislativa da Paraíba para debater as ocupações estudantis nos campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB). Em todo o Brasil já são aproximadamente 1.200 escolas ocupadas, em oposição à PEC 55 (antes 241 na Câmara) e a Medida Provisória 746 que reforma o ensino médio.

Na Paraíba, as ocupações estão presentes nos campi de João Pessoa, Cabedelo e Sousa. “A audiência pública será um momento importante para que o conjunto da sociedade possa compreender as ocupações. A luta dos estudantes é por uma a educação pública, gratuita e de qualidade, com democracia e participação”, explicou Jordânia Firmino, estudante do IFPB.

Além dos estudantes, a audiência pública contará com a presença de gestores do Instituto, professores, pesquisadores, sindicalistas e representantes dos movimentos sociais.

De acordo com o presente da Comissão de Administração, Serviço Público e Segurança da Assembleia Legislativa, deputado Anísio Maia (PT) “não podemos permitir a criminalização dos movimentos sociais. Os estudantes demonstram muita maturidade e protagonismo, buscando dialogar para a construção de encaminhamentos e proposições” afirmou.