O Ministério Público Eleitoral (MPE) entrou com o pedido de cassação dos registros de candidaturas da prefeita eleita de Mamanguape, Maria Eunice (PSB) e de sua vice Baby Helenita (PRTB), além da aplicação de multa e inelegibilidade.

O pedido foi feito nessa nessa quinta-feira (27), para Justiça Eleitoral da 7ª Zona de Mamanguape e aguardará decisão da juíza Elza Bezerra da Silva Pedrosa.

Sobre a Aije

No dia 28 de setembro a coligação “Unidos pela Paz”, encabeçada pelo candidato a prefeito de Mamanguape Fábio Fernandes, do PMDB, entrou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra a candidata adversária, Eunice Pessoa, do PSB.

O peemedebista pediu a cassação do registro de candidatura da socialista e inelegibilidade por oito anos. A ação é baseada em uma gravação na qual quatro candidatos a vereador da base do candidato Fábio Fernandes conversam com interlocutores da candidata Eunice, entre eles, a filha da candidata, a promotora de justiça Ismânia Pessoa.

Na gravação, a promotora Ismânia Pessoa reforça a negociação de um homem chamado Moacyr que faz propostas para “comprar” apoio dos quatro parlamentares que participavam do encontro.

Para deixar o candidato Fábio Fernandes e apoiar Eunice Pessoa, do PSB, os vereadores receberiam o valor de R$ 5 mil reais mais três empregos na prefeitura onde eles não precisariam nem ir trabalhar.

Confira o documento:

img-20161028-wa0063