O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), afirmou na noite desta segunda-feira (24), durante entrevista ao programa Frente a Frente, da TV Arapuan, que o governador Ricardo Coutinho (PSB), se comportou como líder da oposicão ao Governo Municipal, durante os últimos quatro anos.

“O governador se posicionou como espécie de líder da oposição à gestão municipal, mesmo estando em um cargo executivo. A execeção foi em 2014, quando apoiamos a reeleição do governador no momento mais difícil da vida pública dele. Esperávamos que a aliança properasse do ponto de vista de parcerias,  mas não foi possível”, declarou.

Cartaxo disse que Ricardo contraria o discurso de governo republicano. Na prática, o governador só é afeito a parcerias com prefeitos que são do partido dele. O prefeito disse que teve dificuldades de estabelecer uma boa relação institucional com o Governo do Estado por falta de compreensão de RC.

“O mote do governador na campanha de 2014 era de que precisava de aliado seu na prefeirura para fazer parcerias. Mas contrariando o que o governador diz todos os dias que tem um governo republicano, o governo estadual só é afeito a parcerias com prefeitos do seu partido. Tivemos dificuldades de estabelecer uma relação institucional com o governador por causa dessa visão equivocada do PSB. Da minha parte não tenho dificuldade de buscar parcerias para cidade. As obras são sempre bem vindas para cidade. Eu já desci do palanque e já estou trabalhando por JP”, afirmou.

Mesa Diretora da CMJP:

Em relação à disputa, o prefeito disse que vai buscar a unidade da bancada. Ele ressaltou que Durval Ferreira foi um grande parceiro da gestão municipa e da cidade de João Pessoa.

” Vamos dialogar para ter a unidade da bancada e estabelecer o que conseguimos nos últimos quatro anos com Durval Ferreira, que foi uma parceria onde o Poder Executivo e Legislativo deram as mãos em favor da cidade. Se a gente está no momento de crise, nada melhor do que o discurso em favor da cidade”, pontuou.