Após denúncias de agressão à namorada de 16 anos, o secretário Executivo de Comunicação Institucional da Paraiba, Célio Alves, pediu ao governador Ricardo Coutinho (PSB), nesta sexta-feira (21), demissão do cargo.

Em nota enviada à imprensa, Célio reitera que foi vítima de armação política dos adversários. Ele ressalta que a decisão é irrevogável e, que agora, terá mais tempo para se defender das acusações.

Confira a nota na íntegra:

NOTA

Em razão da escancarada exploração política da trama arquitetada contra mim, e para ter o tempo dedicado à cobrança da rigorosa apuração de tudo, a partir do próprio registro policial que fiz no último dia 18/10, comuniquei ao governador Ricardo Coutinho, na manhã desta sexta (21), minha irrevogável decisão de me afastar do cargo de secretário-executivo da Comunicação Institucional da Paraíba, que até então ocupei com afinco e probidade.

Agradeço ao governador Ricardo pela confiança que o fez nomear-me para o referido cargo, mas agora vou seguir a defender em outros espaços o projeto político que tem transformado a Paraíba para melhor.

É hora de lutar pelo prevalecimento da verdade, preservando meu nome e buscando reparação cível e criminal, na Justiça, contra os que a trama engendraram e os que a propagam.

“Viver é lutar.
A vida é combate
Que aos fracos abate
Que aos fortes, os bravos,
Só pode exaltar”

Célio Alves