O vereador Renato Martins (PSB), que não conseguiu voltar à Câmara Municipal de João pessoa, revelou um esquema de corrupção no Governo do Estado, orquestrado por secretários e socialistas de alto escalão, para beneficiar os três vereadores eleitos pelo partido no último domingo (2).

De acordo com o parlamentar, os socialistas Léo Bezerra, Tibério Limeira e Tanilson Soares, teriam contado com a ajuda da deputada Estela Bezerra (PSB), da secretária de Finanças do Estado Livânia Farias e do diretor-presidente da Codata (Companha de Processamento de Dados da Paraíba), Krol Janio.

No áudio, Renato afirma que Tanilson foi ajudado pela secretária Livânia Farias, apontada pelo vereador como a maior chefe de corrupção do Estado. O vereador é ligado ao ex-superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, irmão do governador Ricardo Coutinho, do PSB. Na gestão de Coriolano na autarquia, ele ocupou uma das principais diretorias do órgão.

Ouça os áudios:

Áudio 1


Áudio 2