As urnas deram um grande golpe no governador Ricardo Coutinho (PSB). No intervalo de dois anos, Ricardo sai do céu para o inferno. De Consagrado nas urnas em 2014,  para o maior derrotado no processo eleitoral deste ano.

A derrota acachapante na região metropolitana de João Pessoa enfraquece o projeto de poder dos socialistas no estado. Nos dez maiores colégios eleitorais da Paraíba, Ricardo só conquistou Sapé e Sousa.

Fica provado que apesar da liderança inconteste, o governador não consegue transferir seu espólio político para os aliados. O resultados das urnas compromete  o projeto de poder Ricardo Coutinho para 2018.

Sem apoio nos grandes centros, fora do comando do Governo do Estado a partir de abril de 2018 e  tendo que enfrentar dura oposição de Cássio, Maranhão e Cartaxo, o governador tem motivos de sobra para se preocupar.

Duas vezes derrotado no seu principal reduto eleitoral por Luciano Cartaxo, o socialista perde terreno para uma liderança emergente, que curiosamente, segue a mesma trajetória percorrida pelo próprio Ricardo em João Pessoa.