O deputado federal Hugo Mota (PMDB), único paraibano ausente na sessão que cassou o mandato do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), justificou ao blog do Anderson Soares, nesta terça-feira (13), a ausência na votação.

O deputado disse que tem vivido momentos difíceis nos últimos dias com o afastamento da avó da Prefeitura de Patos, Francisca Mota (PMDB), a prisão da mãe, Ilana Mota e o indeferimento do registro da candidatura do pai. Segundo ele, esse tem sua grande preocupação do momento.

“Estamos passando por vários problemas familiares. foram muitas coisas ao mesmo tempo. É muito difícil o que estamos passando. Meu foco tem sido esses problemas. Por isso, me ausentei da sessão de ontem”, esclareceu.

O peemedebista avaliou a decisão da Câmara Federal e afirmou que não houve surpresa. Para ele, os parlamentares já sinalizam pela cassação do mandato de Cunha.

“Não foi surpresa pela tendência que a casa já vinha demonstrando neste caso”, destacou.