O deputado estadual Anísio Maia (PT), criticou duramente, nesta terça-feira (23), a decisão do presidente interino, Michel Temer (PMDB), de retirar dos governadores nordestinos a gestão do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs).

Segundo Anísio, a indicação para o órgão ficou a cargo do senador José Maranhão, que para o petista,  vai transformar uma instituição, eminentemente, técnica, em espaço político para barganhar apoio eleitoral.

” Maranhão vai pegar um órgão sucateado, mas terá o poder de direcionar a verba. É ele quem vai dizer para onde vai o carro-pipa. Com isso, vai conquistar adesão política. Ele será o rei da seca. O dinheiro para combater a seca estará nas mãos do rei da seca, que é Maranhão. O golpista Temer ressuscitou os coronéis”, afirmou.