O candidato a prefeito de João Pessoa, Vitor Hugo (PSOL), lamentou a decisão do PSTU em romper com a chamada Frente de Esquerda Popular na capital.

Em contato com o blog do Anderson Soares, neste domingo (7), Vitor Hugo entendeu que a decisão do PSTU foi equivocada. Para ele, a adesão do RAIZ Cidadania foi determinante.

O candidato esclareceu que PSOL e RAIZ Cidadania, partido da paraibana Luiza Erundina, têm divergências históricas em nível nacional e isso refletiu na aliança em JP.

Já em relação ao apoio do PSOL a Fábio Tyrone,  em Sousa, Hugo disse que, de fato, o Diretório do Município oficializou a aliança, mas a Direção Estadual anulou a convenção.

” Nós lamentamos, mas respeitamos a decisão o PSTU. Tentamos formar a Frente de Esquerda, mas não deu. A caminhada continua. O PSTU tem divergências com o RAIZ Cidadania de Erundina e a Direção Municipal entendeu que não deveria aceitar a aliança. Sobre a aliança do PSOL e PSB em Sousa, Tárcio Teixeira anulou a convenção”, afirmou.