Há quatro meses das eleicões municipais, o retrato do momento revelado pela pesquisa Arapuan/Opinião é o amplo favoritismo do canidato à reeleição pela Prefeitura de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

Basta lembrar que a soma de todos os outros candidatos não chega a metade da intenções de voto do atual prefeito. A distância dele para segunda colocada, Cida Ramos, é de 33 pontos. Uma esmagadora vantagem.

Soma-se a isso,  a boa aprovação de seu governo, que chega à casa de 64% e uma rejeição de 8%, considerada muito baixa se levarmos em consideração o desgaste natural de um candidato à reeleição e o cenário atual de repúdio à classe política.

Além do mais, o candidato está no mesmo patamar de rejeição de sua principal concorrente, que aí sim, pode ser considerada alta por ser uma figura que ainda não tem o nome massificado, mesmo assim amarga uma rejeição maior do que o candidato do PT, que já carrega em si, o desgaste do partido.

Entretanto, a pesquisa revela um crescimento surpreendente da candidatura do PSB. Uma evolução de mais de 100%, comparada com a primeira em outubro de 2015, onde o então candidato João Azevedo amargava 5% das intenções de voto.

Um crescimento meteórico, se levarmos em consideração que a candidatura de Cida sai do zero para 11 pontos, em menos de um mês. Desenvoltura importante, que dar gás e motivação à militância socialista.

Além disso, afasta a desconfiança de uma troca de candidatura, vez por outra especulada nos bastidores. A aferição aponta que haverá polarização entre o candidato à reeleição e a candidata do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Outro fator positivo à candidatura de Cida é o alto índice de aprovação dos pessoenses da administração do Governo Ricardo Coutinho e o poder de transferência de votos do socialista. É o cabo eleitoral mais forte em João Pessoa.

Já o fraco desempenho e a alta rejeição devem sepultar de vez a pré-candidatura do deputado federal Manoel Júnior (PMDB). As articulações do PSDB para atrair o deputado a uma composição com o PSD devem ser intensificadas nos próximos dias. O objetivo é unir forças para derrotar o PSB já no primeiro turno.

Para concluir, a pesquisa Arapuan/Opinião além de balizar a partir de agora, estratégias, composições, planejamento até desistência de candidatura, aponta, hoje, um candidato à reeleição navegando em águas tranquilas, mas também uma candidata motivada porque venceu a primeira etapa do processo: consolidou de vez a candidatura.