O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a aplicação de multa, no valor de R$ 50 mil ao governador Ricardo Coutinho (PSB) e a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) por conduta vedada em período eleitoral.

O procurador eleitoral, João Bernardino, acatou parcialmente as denúncias da coligação A Vontade do Povo, encabeçada pelo PSDB, que pedia a cassação do governador e da vice por nomeação e demissão de servidores em período eleitoral.

No entendimento da Procuradoria, houve irregularidades no processo eleitoral, mas sem potencialidade para desequilibrar o resultado das eleições.

A Aije de Pessoal, como ficou conhecida, está tramitando no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) e deve ser julgada nos próximos dias pela Corte no Estado.