Durante visita as obras de pavimentacão à via que dá acesso à Estação Cabo Branco, na manhã desta sexta-feira (27), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), classificou as críticas do governador Ricardo Coutinho (PSB) de equivocadas e arrogantes.

“Lamento a postura do governador. Equivocada, arrogante e violenta. Esgotando os argumentos contra obras e intervenções importantes que a gestão está executando na cidade, ele tenta criar fatos políticos. Se o governador estiver preocupado realmente com a cidade, ele deve concluir a Perimetral Sul, que se arrasata há muito tempo e a duplicação da Avenida Cruz das Armas”, declarou.

O prefeito afirmou que as obras nunca estiveram paralisadas. O problema é que aquela área faz parte do Patrimônio Histórico Nacional e só pode realizar intervenção com a liberação do IPHAN. Ele garantiu a conclusão até 30 junho.

“Como ex-prefeito, o governador deveria ter a clareza de que essa área é tombada. Não se pode fazer a obra quando quer. É preciso esperar a liberação. Até àqueles que se acham acima da lei, precisam aguardar a liberação do IPHAN, que obedece a uma lei federal”, atacou.

Cartaxo ressaltou que as críticas do socialista fazem parte de uma política de desqualificacão das ações da Prefeitura, movida pelo ódio e voltou a provocar o governador.

“Está claro que o governador montou o palanque do ódio. Fica colocando gosto ruim nas obras da Prefeirura, porque teve oportunidade de fazer a obra da Lagoa e não fez por falta de coragem ou competência. Ele tem que determinar ao DER é o retorno das obras da Perimetral Sul e do alongamento da Cruz das Armas”, finalizou.

RC utilizou as redes socias, nesta quinta-feira (26), para criticar a falta de atenção da Prefeitura de João Pessoa com as vias de acesso à barreira do Cabo Branco e determinou ao Departamento de Estradas e Rodagem a execucão imediata de uma pavimentação em uma das ruas paralelas à Estação Ciência.