O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, Durval Ferreira (PP), garantiu ao blog do Anderson Soares nesta segunda-feira (16), que ainda não recebeu a notificação da justiça sobre a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades nas obras da Lagoa.

O juiz da primeira Vara da Fazenda Pública , Marcos Sales, determinou na quinta-feira (12), um prazo de cinco dias para a instalação da CPI, a contar da data de notificação do presidente da CMJP. Durval aguarda o comunicado para recorrer da decisão.

“Respeitamos a decisão da justiça, mas temos o direito de recorrer. Seguimos o que manda a Constituição Federal e o Regimento da casa.  A decisão do magistrado transpõe as regras do Regimento Interno da Casa”, afirmou.