O líder do prefeito na Câmara de João Pessoa, Marco Antônio (PHS) afirmou na manhã desta quinta-feira (12), que ainda não tinha conhecimento do teor da decisão do juiz da Fazenda Pública da capital, Marcos Sales, determinandi a instalação da CPI da Lagoa em cinco dias.

Segundo o parlamentar, o presidente da Câmara de João Pessoa deve recorrer da decisão. Marco Antônio alertou para o momento de instabilidade jurídica no país e teme interferência do Poder Judiciário.

“É importante estarmos atentos para o momento de instabilidade jurídica que o país está vivendo. Decisões legítimas tomadas por um poder não pode sofrer intercorrência de outro, mas respeitamos a justiça e a Câmara deve recorrer sa decisão”, afirmou.