O deputado federal Efraim Filho (DEM), afirmou na tarde desta segunda-feira (9), que a decisão do presidente interino da Câmara Federal em anular o impeachment da presidente Dilma Roussef (PT), demonstra desequilíbrio.

Para ele, foi o último suspiro do PT para tentar reverter o processo de impedimento da presidente, porém, no entendimento do parlamentar, uma estratégia sem efeito. Uma decisão monocrática não pode desfazer uma decisão de plenário.

“Só o STF pode refazer uma decisão como essa e o que a corte Suprema do país tem feito é ratificar a legalidade do processo. Objetivo de Dilma é salvar o PT e não o Brasil. Ela precisa largar o osso. Tanto não terá efeito a decisão, que o Senado já decidiu dar prosseguimento ao processo”, afirmou.