Autor do pedido de instalação da CPI da Lagoa, o vereador Raoni Mendes (PDT) classificou de simplistas os argumentos utilizados pela Procuradoria Jurídica Câmara de João Pessoa para arquivar a CPI.

Ele disse que repeita a decisão, mas os argumentos são muito frágeis. O parlamentar afirmou que tem um pensamento divergente sobre a posição de Durval e aguarda a manisfestação da justiça sobe mandado de segurança impetrado pela oposição.

“Verifico que 60 dias para ter essa resposta simplista, é talvez o que eles poderiam argumentar. Respeito a decisão, mas tenho pensamento divergente. Como tem  mandado de segurança sendo analisado vamos aguardar a manifestação do juoz”, declarou.