O líder do blocão na Assembleia Legislativa e relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2017, Buba Germano (PSB), comentou que a previsão para o próximo ano é de encolhimento das receitas e aponta que a área mais afetada será a folha de pessoal.

O relator explicou que iniciaram as discussões da peça orçamentária e revelou que a previsão é de encolhimento das receitas por conta da crise econômica, em se concretizando isso a área mais afetada será a Folha de Pessoal.

Apesar disso, o deputado garantiu que o repasse dos duodécimos serão mantidos. Ele lembrou que houve redução para esse ano (2016) e a mesma será mantida para 2017.

Afastamento de Cunha – O líder do blocão, defendeu novas eleições após a notícia do afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB). Buba afirmou que não há legitimidade, nem de Cunha, nem do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) para cassar Dilma Rousseff (PT).

Para Buba ninguém da classe política tem essa legitimidade e a alternativa viável seria o povo novamente através de eleições gerais para escolher os seus representantes.