O deputado estadual Dinaldo Wanderlei Filho (PSDB) comemorou a decisão do STF pelo afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) e previu desdobramentos na Paraíba.

Ele disse que dentre os argumentos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para afastar Cunha está a tentativa de obstruir depoimentos de advogados e empresários na CPI da Petrobras,  presidida à época pelo deputado paraibano Hugo Mota (PMDB).

” Se um dos pontos da peça apresentada por Rodrigo Janot é a tentativa de Cunha de dificultar depoimentos na CPI da Petrobras, o deputado Hugo Mota como presidente da CPI e membro da tropa de choque do presidente da Câmara, também deverá ser alvo das próximas investigações da Lava Jato”, afirmou.