O pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB) afirmou nesta segunda-feira (25), ao blog do Anderson Soares, que ainda não há nada definido sobre uma eventual licença da Câmara Federal para se dedicar à campanha Eleitoral.

Informações reveladas pela imprensa local dão conta de que o deputado iria se licenciar assim que os deputados votassem o pedido de Impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT), porém o deputado negou a informação.

“Devo me afastar para o processo eleitoral, mas não tenho prevista a data do afastamento, resumiu.

Com a licença de Manoel Júnior, quem assume é o suplente André Amaral, que obteve pouco mais de seis mil votos na campanha eleitoral de 2014.