O PT discute lançar uma campanha pedindo “diretas já” caso o impeachment seja aprovado no domingo e Dilma Rousseff seja posteriormente afastada pelo Senado.

SLOGAN
A ideia é sustentar que o mandato de Michel Temer, que assumirá interinamente até Dilma ser julgada, é ilegítimo e que “eleições já” seriam a melhor solução para a crise política.

TEMPERATURA
Lula tem demonstrado preocupação com o tom da reação do partido. Embora disposto a reagir, com mobilizações e discursos, ao que o PT chama de “golpe”, ele já disse a interlocutores que “o Brasil está cansado”.

BÍBLIA
A palavra de Lula, embora ainda tenha grande peso na legenda, não é tida mais como definidora do caminho a tomar, segundo integrante do partido.

RANKING
Na bolsa de apostas sobre quem poderia assumir o Ministério da Justiça num eventual governo Temer já circularam os nomes do jurista Miguel Reale Jr., que assinou o pedido de impeachment de Dilma, Alexandre de Moraes, secretário da Segurança de SP, Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado muito amigo de Temer, Carlos Ayres Britto, ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), e Nelson Jobim, ex-ministro da Justiça e do STF.

RACHA
No assunto impeachment, o cantor Supla tem opinião alinhada com a do pai, Eduardo Suplicy: é contra. “Pelo que leio na imprensa, Cunha, Temer ou Renan também estão cheios de acusações. Como eles podem querer tirá-la? Nenhum desses me representa.” Já a mãe, a senadora Marta Suplicy, é a favor da saída de Dilma.

TIPO FICÇÃO
O restaurante Spot vai colocar telão para transmitir a votação do impeachment neste domingo (17), nas unidades da avenida Paulista e do JK Iguatemi. Normalmente, o estabelecimento só faz isso uma vez por ano, no Oscar.

DIA E NOITE
A Virada Cultural, nos dias 21 e 22 de maio, terá eventos em todas as ruas abertas da cidade de SP, aquelas sem trânsito de carros aos domingos. As avenidas Paulista e Sumaré estão entre as que vão receber a programação. A organização negocia ainda que as 20 recém-inauguradas salas de cinema bancadas pela prefeitura funcionem ininterruptamente no fim de semana do evento.

VOO LIVRE
O Sesc vai realizar em outubro uma série de eventos em todas as unidades do Estado de São Paulo sobre mulheres e turismo. Na pauta, riscos que elas correm em viagens, a partir de exemplos como o das duas viajantes argentinas assassinadas no Equador em fevereiro. Farão parte da programação palestras, filmes, passeios e bate-papos.

 UOL