O PPS decidiu, por unanimidade, na noite desta quinta-feira (14), durante reunião no Hotel Hardman, em João Pessoa, pelo rompimento com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

Participaram do encontro o vice-prefeito e presidente estadual da legenda, Nonato Bandeira, o vereador e presidente do partido em JoãoPessoa, Bruno Farias e outras lideranças partidárias. O PPS rejeitou a tese de candidatura própria.

Ficou decidido que os filiados terão um prazo de 30 dias para sugerirem propostas em relação à chapa majoritária. O objetivo é apoiar uma candidatura que tenha compromisso com as propostas da legenda.

“Não faz sentido no dia que deixamos de apoiar Cartaxo, justamente por que as propostas não foram cumpridas, anunciar apoio a outro candidato sem saber os compromissos dele”, afirmou Bruno Farias.