O paraibano Gilson Lira foi exonerado da Diretoria de Intelegência Competitiva e Promoção Turística do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur).

O ato foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (14). Lira transmite o cargo de presidente-substituto, às 10h, ao sergipano Marcos Antônio Sales Moura, nomeado ontem (13), presidente da Embratur.

O paraibano assumiu o comando instituição, há duas semanas, com a saída de Vinícius Lamertz da Presidência.

Apesar da interinidade do cargo, Gilson deu prosseguimento ao trabalho de divulgação turístico do Brasil voltado para as Olimpíadas no Rio de Janeiro

Em relação à Paraíba, ele deixou encaminhado a visita de jornalistas estrangeiros para conhecer o São João de Campina Grande e o Festival do Turismo de João Pessoa.

O trabalho de Lira foi enaltecido por representantes do turismo no Estado, a exemplo da presidente da PBTUR, Ruth Avelino.

“Gilson Lira revelou competência e visão de turismo à frente da Embratur. Trata-se de um bom técnico que vem ajudando e pode ajudar ainda mais a Paraíba”, pontua a executiva.

A coordenadora de turismo de Campina Grande, Catharine Brasil,  também destacou o trabalho do campinense nos três anos de Embratur.

“ A Paraíba é um estado que precisa de maior divulgação e ter pessoas com visão e conhecimento de Gilson Lira  foi extremamente valioso”, aponta a coordenadora.