O presidente estadual do PP, Enivaldo Ribeiro, disse ao blog do Andeson Soares nesta quarta-feira (13), que o rompimento do partido com a presidente Dilma Roussef (PT) era inevitável porque a ampla maioria dos deputados queria a saída do governo.

Ele garantiu que apesar pessoalmente Aguinaldo Ribeiro é contra o impeachement de Dilma, mas ele seguirá a orientação do partido. Para Enivaldo, sem o apoio do PP, a situação de Dilma fica extremamente complicada.

“Sem o apoio do PP, a situação do governo é muito complicada. Não dava para manter o apoio com o partido majoritariamente a favor do impeachment. Pessoalmente, Aguinaldo é contra, mas como líder tem que seguir a orientação do partido”, afirmou.