Marcos Antônio Moura Sales é o novo presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur).

Fruto de indicação política acatada pela presidente Dilma Rousseff, ele assume no lugar do paraibano Gilson Lira, que ocupou o cargo interinamente por duas semanas.

A nomeação saiu no Diário Oficial desta quarta-feira (13). Lira volta à Diretoria de Mercados Internacionais e presidência-substituta.

Em quinze dias, o paraibano conseguiu pauta positiva para Embratur, em meio à avassaladora crise política.

Na interinidade, Gilson pautou as discussões em torno dos preparativos das Olimpíadas e o aniversário de 50 anos da Embratur.

“Fizemos nossa parte e tentamos representar a Paraíba à altura de suas tradições. Agora, continuamos trabalhando na nossa Diretoria”, registrou, em contato com o Portal MaisPB.

O regresso a interinidade atropela a tese ventilada nos bastidores da política paraibana que o paraibano teria ascendido ao posto por indicação do deputado federal Veneziano Vital (PMDB), de quem foi secretário na gestão da Prefeitura de Campina Grande.